Menu principal
 

Informações gerais

Denominação do curso: Agronomia
Grau: Bacharelado
Titulação: Engenheiro Agrônomo
Modalidade: Ensino Presencial
Turno: Integral
Períodos: 10 semestres (5 anos)
Carga horária total: 3.810 horas
Atividades acadêmicas: 3.330 horas
Estágio: 360 horas
Atividades complementares: 120 horas
Número de vagas: 40 vagas anuais
Forma de ingresso: ENEM

Diferenciais do Curso

O curso de Agronomia do Campus Araquari terá como diferencial a formação de Engenheiros Agrônomos capazes de desenvolver projetos, tecnologias e soluções adequadas aos atuais desafios da agricultura moderna, atuando de forma crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, levando em consideração seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais em atendimento as demandas da sociedade e seus arranjos produtivos locais.

Atuação Profissional

O engenheiro agrônomo é um profissional com formação técnica que o habilita a comunicar, divulgar ou experimentar os princípios, as leis e os procedimentos do cultivo de plantas, da produção animal, do manejo e conservação dos solos, da tecnologia e produção de alimentos, da extensão rural, bem como da gestão da empresa ou estabelecimento agrícola.

Desta forma, o Engenheiro Agrônomo formado no Curso de Agronomia do Instituto Federal Catarinense – Campus Araquari, terá desenvolvido uma série de habilidades e competências que o garantam, no mínimo, executar as seguintes atividades:

a) Projetar, coordenar, analisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificar técnica e economicamente projetos agroindustriais e do agronegócio, aplicando padrões, medidas e controle de qualidade;

b) Realizar vistorias, perícias, avaliações, arbitramentos, laudos e pareceres técnicos, com condutas, atitudes e responsabilidade técnica e social, respeitando a fauna e a flora e promovendo a conservação e/ou recuperação da qualidade do solo, do ar e da água, com uso de tecnologias integradas e sustentáveis do ambiente;

c) Atuar na organização e gerenciamento empresarial e comunitário interagindo e influenciando nos processos decisórios de agentes e instituições, na gestão de políticas setoriais;

d) Produzir, conservar e comercializar alimentos, fibras e outros produtos agropecuários;

e) Participar e atuar em todos os segmentos das cadeias produtivas do agronegócio;

f) Exercer atividades de docência, pesquisa e extensão no ensino técnico profissional, ensino superior, pesquisa, análise, experimentação, ensaios e divulgação técnica e extensão;

g) Enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mundo, do trabalho, adaptando-se às situações novas e emergentes.